17 de dez de 2011

— Nos seus dias a justiça florirá e paz em abundância, para sempre.

— Dai ao Rei vossos poderes, Senhor Deus, vossa justiça ao descendente da realeza! Com justiça ele governe o vosso povo, com equidade ele julgue os vossos pobres. 


— Nos seus dias a justiça florirá e paz em abundância, para sempre.

— Das montanhas venha a paz a todo o povo, e desça das colinas a justiça! Este Rei defenderá os que são pobres, os filhos dos humildes salvará.


— Nos seus dias a justiça florirá e paz em abundância, para sempre.

— Nos seus dias a justiça florirá e grande paz, até que a lua perca o brilho! De mar a mar estenderá o seu domínio, e desde o rio até os confins de toda a terra!


— Nos seus dias a justiça florirá e paz em abundância, para sempre.


— Seja bendito o seu nome para sempre! E que dure como o sol sua memória! Todos os povos serão nele abençoados, todas as gentes cantarão o seu louvor!

— Nos seus dias a justiça florirá e paz em abundância, para sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário