9 de ago de 2011

DEPOIMENTO DE UMA MÃE QUE PARTICIPOU DO KERIGMA DO CRUZEIRO, DIVINO E SANTO ANTÔNIO!

"Com muito carinho a todos escrevo.... 

Antes de tudo quero expressar o quanto fiquei surpresa com tudo o que vocês fizeram por nossas crianças. 

Na verdade até chegar lá realmente tinha muitas dúvidas na minha cabeça. O que será isso? Como será Isso?. Até porque como sou catequista nova de 1ª, 2ª e 3ª etapa (somente 3 anos nesta missão) nunca tive a oportunidade de participar de retiros de Crisma.

Quando tivemos a reunião de Pais para saber detalhes deste encontro (participei como mãe porque minha filha Laura está fazendo a confirmação da Crisma dia 24 setembro) me ofereci também para estar indo como Catequista para o Sábado, porque para o Domingo estava programado para ir outras duas Catequistas para representar nossa Comunidade e estar acompanhando nossos jovens que participaram.

Achei que aqueles dois dias iriam ser importante para minha filha Laura. Que surpresa para mim. Como estava enganada. A Laura precisava sim ir... mas eu mãe da Laura, hoje, tenho certeza que eu deveria estar realmente lá.O Sábado foi tão maravilhoso que solicitei a coordenação do encontro se eu poderia estar indo no domingo novamente(mesmo sem estar na escala) porque eu sentia que eu precisava voltar para minha filha mas especialmente para mim.

Chegamos lá eu e a Laura e de repente me deu uma vontade imensa de escrever algumas linhas pra Laura. Solicitei papel e caneta e essas algumas linhas se transformaram em 4 páginas escritas. Escrevi coisas que por sei lá qual motivo ainda não havia expressado a minha filha. Entre agradecimentos e pedidos de desculpas escritos a ela, bateu um desespero enorme. Nesse momento a carta já estava escrita, solicitei um envelope e fomos chamados para ter um tempo com o Marcelo na capela. No caminho do pavilhão até a capela  meu choro era tão forte que quase não conseguia controlar. Tinha vontade de gritar. Já na entrada da capela a Ana me recebe com um grande abraço que parecia que vinha do além.

Quando o Marcelo começou a falar... eu ainda não conseguia abrir os olhos.... escutava calada e de olhos fechados..... aos poucos fui conseguindo abrir os olhos e me acalmando.Sem falar nos momentos finais que tivemos.... em choros nos abraçamos..... de joelhos ficamos de frente ao sacrário. Que magnífico. Um momento único que... um sentimento que nunca tinha sentido antes. Passou por mim algo que ainda não consigo explicar... entendo no momento como se fosse um mistério da fé que entrou em mim.

Pode até parecer pra alguns que estou “fora da casinha....” mas isso não me importa. O que importa é a importância que tudo aquilo teve pra mim e para minha filha.

E quanto a minha filha Laura, posso expressar também o quanto ficou agradecida e feliz por ter participado (mesmo tendo pouca vontade de ir). Mas hoje mesmo ela me falou que valeu eu ter forçado para ela participar. Prova disso, hoje quando deixei ela na frente da escola tive uma surpresa... sempre eu tinha que chamá-la e as vezes obrigá-la a me dar um beijo. Hoje, antes mesmos que eu fizesse menção ela veio me deu um grande abraço e um beijo forte como se ninguém tivesse olhando. Pra vcs terem uma idéia ela estava cantando decorado pela casa ontem a noite a musica..” eu preciso de ti, você  precisa de mim e nós precisamos.....” 

Me fez vencer algumas barreiras como por exemplo; será que é ser catequista mesmo minha função? Hoje eu tenho a resposta. Sou catequista e tenho que ser catequista cada vez melhor e com muito orgulho. Chequei em casa conversei e contei como foi para minhas irmãs a Made e a Daiane que também são catequistas da comunidade da importância da nossa missão. Também ficaram maravilhadas com o que ouviram. Estou feliz.!

Senti vontade de fazer alguma coisa pelos jovens de nossa comunidade. Mas sou uma só e sou muito inexperiente nesses assuntos. Não saberia como começar. Nossa comunidade é muito grande, muito carente e pobre, mas tem muitos jovens que poderíamos estar ajudando de alguma forma. Acredito que só os que participam da catequese  é a minoria deles em nossa comunidade.

Enfim... ficaria aqui por horas escrevendo o quanto fez sentido pra mim e a Laura este final de semana. Queria muito de alguma forma compartilhar isso com vocês.

 Agradeço do fundo do coração por todos vocês que se envolveram nessa organização.Foi realmente um momento especial.! Como dizem a geração Y “ foi  D+”.

Muito obrigada abraços a todos. Fiquem na paz do Senhor."

Elaine Siqueira Gabrielli

Nenhum comentário:

Postar um comentário